Tumor aumenta e Alencar abandona tratamento nos EUA

Com a nova avaliação, ficou decidido que vice vai começar um novo tratamento aqui no Brasil

Fabiana Marchezi, da Central de Informações,

28 de agosto de 2009 | 16h31

Os resultados dos exames realizados pelo vice-presidente José Alencar nesta sexta-feira, 28, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, comprovaram o crescimento do tumor na região abdominal.

 

De acordo com a assessoria de Alencar, que já deixou o hospital, com a nova avaliação ficou decidido que o vice-presidente vai abandonar o tratamento experimental iniciado há cerca de dois meses em Houston, nos Estados Unidos, e começar um novo tratamento aqui no Brasil.

 

 

Há pouco mais de um mês, o vice-presidente, de 77 anos, passou pela 15ª cirurgia: uma colostomia - procedimento cirúrgico em que se faz uma abertura no abdômen por onde o conteúdo do intestino é expelido e coletado por uma bolsa externa. Alencar já luta há 12 anos contra a doença.

 

 

Alencar voltou na manhã desta sexta ao Hospital sírio-libanês para dar continuidade à terceira fase do tratamento contra um tumor na região do abdome. De acordo com a assessoria dele, Alencar passou por uma série de exames para monitorar o tratamento experimental contra o câncer, iniciado há cerca de dois meses nos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
José ALencar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.