Tuma pede acareação para esclarecer TDAs

O corregedor-geral do Senado, senador Romeu Tuma (PFL-SP), informou que vai convocar o fazendeiro Vicente Pedrosa da Silva, sua mulher, Vera Arantes, e o ex-banqueiro José Osmar Borges para uma acareação sobre o episódio de negociação ilegal com TDAs (Títulos da Dívida Agrária), em 1988, que teria envolvido o então ministro da Reforma Agrária e atual presidente do Senado, senador Jader Barbalho (PMDB-PA). Tuma deu a informação após ouvir o depoimento de Vicente Pedrosa. Tuma promoverá a acareação porque Pedrosa, em seu depoimento, contradisse os relatos feitos antes por seu ex-sócio José Osmar Borges e Vera Arantes, segundo os quais os três teriam participado da negociação de TDAs com Barbalho. Pedrosa disse que não participou de nenhuma negociação de TDAs e, ao contrário do que disseram Borges e Vera, afirmou que não viu Barbalho no hotel Hilton, em São Paulo, no dia 12 de dezembro de 88, quando o então ministro teria recebido o equivalente a R$ 4 milhões, segundo relato do casal. Pedrosa afirmou, ainda, que conhece Barbalho desde 1980, mas apenas "superficialmente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.