Tudo sobre o julgamento que absolveu Renan Calheiros

Por 40 votos a favor, o presidente do Senado saiu vitorioso da sessão secreta da última quarta-feira

13 Setembro 2007 | 11h36

Na noite da quarta-feira, 12, o primeiro caso envolvendo o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), chegou ao fim. Por  40 votos a favor, ele se livrou da cassação do seu mandato .   O senador era acusado de ter despesas pessoais pagas por um lobista ligado à construtora Mendes Junior, como uma pensão destinada à jornalista Monica Veloso- com quem Renan tem uma filha fora do casamento.   Além desta representação, Renan é alvo de mais três processos e dois já correm no Conselho de Ética. Ele é acusado de beneficiar a cervejaria Schincariol, ser dono oculto de duas emissoras de rádio em Alagoas e ter participado de um suposto esquema de propina envolvendo membros do PMDB.     Veja abaixo tudo sobre o primeiro julgamento do presidente do Senado:   Especial: veja como foi a sessão que livrou Renan da cassação Cronologia do caso  Entenda os processos contra Renan  'Absolvição macula política brasileira', diz especialista  Galeria de imagens: confusão, soco e discussões Senado precisa voltar a funcionar, afirma Lula 'Ganho, e ganho bem', disse Renan confiante antes da votação Blog do Piza: Indecorosa absolvição   'Calvário não é só de Renan, é do Senado' PT nega articulação para absolver Renan 'Vou para a igreja rezar', diz Renan após absolvição Absolvição 'é vitória da democracia', diz Renan em nota Deputados e senadores trocam socos antes de sessão Ouça áudio do tumulto no Senado  Fórum: dê a sua opinião sobre a decisão do Senado  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.