Tucanos tentam evitar depoimento de FHC e Serra à CPI

Os principais líderes tucanos do Congresso Nacional não compareceram à reunião da Executiva Nacional do partido, porque estavam tentando desmontar a ofensiva petista de convocar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e o candidato a prefeito de São Paulo, José Serra, a depor na CPI do Banestado. Embora o próprio líder do governo na Câmara, Professor Luizinho (PT-SP) tenha anunciado a retirada do requerimento de convocação, o líder tucano na Câmara, Custódio de Mattos, revelou há pouco que o partido ainda não tem a garantia por escrito. Além disso, o líder tucano no Senado, Arthur Virgílio Neto, reclamou aos dirigentes nacionais que o relator da CPI, deputado José Mentor (PT-SP), ainda mantém o clima de guerra contra os tucanos. "Nossa suspeita, também partilhada pelo PFL, é a de que Mentor, na condição de agente de um grupo do PT, esteja montando um banco de dados sobre a vida das pessoas. Essa é uma suspeita séria e muito perigosa", revelou um importante dirigente do PSDB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.