Tucanos põem FHC na vitrine em evento

Tucanos põem FHC na vitrine em evento

O presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, foi escolhido para abrir os discursos na festa do partido para o lançamento da pré-candidatura de José Serra à Presidência, hoje em Brasília. Para fazer a corte ao ex-governador Aécio Neves (MG), vice dos sonhos na chapa de José Serra, será dele o último discurso antes da fala do pré-candidato.

AE, Agência Estado

10 de abril de 2010 | 08h50

Como manda a praxe política, a ordem dos oradores é sempre crescente. Mas Fernando Henrique funcionará como uma espécie de cicerone do encontro e dará a palavra aos presidentes das três legendas que integram a coligação da campanha oposicionista: Roberto Freire, pelo PPS, Rodrigo Maia, pelo DEM, e Sérgio Guerra, pelo PSDB. O ex-presidente, que inicialmente não falaria na cerimônia, vai discursar após avaliação interna de que "escondê-lo" daria munição ao argumento dos adversários.

A chegada de Serra deve ter um toque triunfal, ao contrário do que o próprio pré-candidato queria no começo. Cauteloso, ele havia planejado uma festa mais discreta. Não queria que o evento tivesse cara de show e também pediu que não se usasse música. Mas foi convencido pelos caciques do PSDB e dos partidos aliados da necessidade de um evento de maior visibilidade, até para fazer um contraponto ao lançamento da pré-candidatura da principal adversária, a ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff (PT), em fevereiro.

Para a formatação do evento, foi contratada a empresa Mix Brand Experience, que faz cerimônias para bancos e empresas. A modelo e apresentadora de TV Ana Hickmann foi escalada como mestre de cerimônias da festa, que vai ser realizada no Centro de Convenções Brasil 21. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010PSDBFHC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.