Tucanos definem regras para realização das prévias em São Paulo

Prévias terão só um turno e resultado será mantido na convenção de junho

Julia Duailibi, de O Estado de S.Paulo

23 de janeiro de 2012 | 21h14

Em reunião da executiva municipal de São Paulo, no começo da noite desta segunda-feira, 23, o PSDB fixou algumas regras das prévias, marcadas para o dia 4 de março. Os tucanos fecharam em 58 os locais de votação para a escolha do candidato a prefeito pelo partido – havia integrantes da executiva que defendiam nove lugares de votação ou até mesmo um local. A votação ocorrerá entre às 9 e 15 horas.

 

Também ficou definido que as prévias serão realizadas em apenas um turno, derrubando proposta do pré-candidato Bruno Covas, secretário estadual de Meio Ambiente, que havia sugerido realizar a disputa em duas rodadas.

 

Foi fixado ainda que o resultado das prévias será mantido na convenção de junho, que servirá apenas para homologar a candidatura de quem venceu a disputa interna. A resolução aprovada não menciona, porém, a questão da cabeça de chapa. Os defensores da aliança com o PSD, do prefeito Gilberto Kassab, defendem nos bastidores que o vencedor do dia 4 de março seja o vice numa chapa encabeçada por um candidato do prefeito, como o vice-governador, Guilherme Afif Domingos (PSD). 

 

“Resultado das eleições prévias, convocadas na forma desta resolução, torna a convenção municipal homologatória, não podendo esse resultado ser alterado, conforme art. 152 do estatuto. Caso ao término das inscrições, previsto no art. 2º, só haja um inscrito, as prévias serão canceladas e este terá seu nome homologado para prefeito na convenção municipal”, diz o texto aprovado ontem pelos integrantes da executiva.

A executiva do partido oficializou ainda os critérios para a disputa: o pré-candidato deve se inscrever na Secretaria Geral do Diretório Municipal, até 20 dias da data da disputa, ter mais de 21 anos, estar filiado há mais de um ano da data das eleições e apresentar apoio mínimo de 10% dos filiados aptos a votar na convenção. A resolução diz ainda que a executiva municipal poderá indicar nomes para participar das prévias. Apenas o deputado Ricardo Tripoli apresentou as assinaturas mencionadas no texto. Os demais pré-candidatos – Covas, Andrea Matarazzo e José Aníbal – tiveram as indicações apontadas pela direção do partido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.