Tucano reúne vereadores para acertar pendências

O candidato Geraldo Alckmin (PSDB) convocou, para a próxima semana, uma reunião com os vereadores tucanos de São Paulo para debater as pendências sobre sua candidatura. Dos 12 vereadores do PSDB, 11 dizem apoiar o prefeito Gilberto Kassab (DEM), mas Alckmin tem agido para conquistar alguns deles, depois que os rebeldes decidiram, no dia 10, desfazer o bloco de apoio a Kassab, deixando que cada um decidisse o futuro do seu apoio. Alckmin ainda enfrenta um impasse. Seu comando de campanha não está cumprindo um acordo feito com os vereadores à época da convenção do PSDB. Por esse acordo, avalizado pelo senador Sérgio Guerra (PE), presidente nacional do PSDB, os vereadores controlariam o programa de propaganda eleitoral proporcional do PSDB. Alguns vereadores acusam que o coordenador da campanha de Alckmin, deputado Edson Aparecido, recomendou que a produtora da campanha só gravasse depoimentos de quem declarar apoio expresso à candidatura do ex-governador. Cinco aceitaram e gravaram suas primeiras falas. Outra pendência é que Alckmin ainda não liberou recursos para as campanhas dos vereadores e eles vêem isso como outra forma de pressão. Do lado de Kassab, os vereadores têm recebido farto material de campanha desde que dele não conste o nome de Alckmin.

Carlos Marchi, O Estadao de S.Paulo

26 Julho 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.