Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Tucano quer reativar CPI do Banestado no Senado

O senador Antero Paes de Barros (MT-PSDB) anunciou na tarde desta segunda-feira que vai reapresentar amanhã o requerimento para a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Banestado no Senado. Paes de Barros alegou que a decisão de suspender a investigação na Casa para não trapalhar as reformas perdeu o sentido depois que os deputados decidiram abrir uma CPI na Câmara sobre o mesmo assunto - as denúncias de remessas supostamente ilegais de US$ 30 bilhões ao exterior via contas CC-5, depositados principalmente na agência do Banestado em Nova York. O senador acreano disse que o líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), que havia retirado sua assinatura da lista de senadores que pediam a abertura da comissão no Senado, voltará a apoiar a CPI. Paes de Barros esclareceu que o requerimento que apresentará amanhã não é de uma CPI mista (Senado e Câmara). Ele disse estar convicto de que o Senado deve levar adiante sua própria CPI e não agregar-se à CPI da Câmara, pois isso daria a impressão de os senadores "estão querendo enrolar o meio-de-campo dos deputados". Segundo Paes de Barros, há apoio suficiente no Senado para a criação de uma CPI própria nessa Casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.