Tucano ataca Berzoini ao fazer defesa de FHC

O vice-líder do PSDB na Câmara, Eduardo Paes (RJ), saiu em defesa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, depois do anúncio do presidente do PT, Ricardo Berzoini, de que irá processá-lo, por ofensa aos petistas e difamação do partido, na entrevista à revista IstoÉ. Para o deputado, FHC foi "modesto e cortês nas palavras", e tudo o que disse já foi provado. "Já está provado que Delúbio (ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares), montou uma rede de corrupção com conveniência de toda liderança do PT, junto ao governo", disse Paes. "Que o PT é o partido dos mensaleiros, todo mundo sabe. E que montou uma quadrilha para operar em paralelo, também". O deputado tucano afirmou que FHC se esqueceu que o presidente do PT deixou remanescente no Ministério do Trabalho, pasta que ocupou,e que foi demitido por corrupção. Eduardo Paes referia-se ao ex-secretário-executivo do Ministério, Alencar Ferreira, demitido na semana passada por suspeita de irregularidades no setor de informática. Alencar, no entanto, afirma que pediu demissão. "No Ministério da Previdência foi para matar velhinhos, no Ministério do Trabalho e na presidência do PT, para acobertar delinqüentes", disse Paes, referindo-se às passagens de Berzoini no governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.