TST concede direitos trabalhistas à apontadora de jogo do bicho

Os ministros da 2ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) reconheceram o direito de a apontadora do jogo do bicho Vera Lúcia de Miranda ser indenizada pela empresa Para Todos, do Rio Grande do Norte. Ela reivindicava férias, 13º salário, FGTS, salário-maternidade e multa contratual pelos serviços prestados à empresa entre 1995 e 1999, sem carteira assinada. Os ministros mantiveram a decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 21ª Região que, a despeito da irregularidade da atividade, reconheceu que Vera Lúcia prestou serviços à Para Todos de forma permanente e remunerada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.