TSE rejeita recurso e cassa mandato do senador

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmaram hoje (16) à noite por unanimidade a cassação do senador Expedito Júnior (PR-RO). O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Rondônia já tinha determinado a cassação do parlamentar ao julgar um processo no qual ele foi acusado de envolvimento com compra de votos e abuso de poder econômico na eleição de 2006.

EQUIPE AE, Agencia Estado

17 de junho de 2009 | 00h06

De acordo com informações divulgadas pelo TSE, funcionários de uma empresa de segurança pertencente ao irmão do senador teriam recebido R$ 100 ao se comprometerem a votar nos candidatos da coligação Trabalho Continua, da qual Expedito Júnior fazia parte.

O relator do caso no TSE, ministro Arnaldo Versiani, informou no final do julgamento que vai comunicar ao Senado a confirmação da cassação de Expedito Júnior.

Tudo o que sabemos sobre:
TSEcassação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.