TSE rejeita recurso de Roriz

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral, em decisão unânime, rejeitou ontem à noite o recurso ajuizado pelos advogados do governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, no processo que pede a cassação de seu mandato. Ele foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral do DF e pelo PT por suposto abuso de poder econômico na campanha de 2002, em que foi reeleito para o cargo. Os ministros seguiram o voto do relator Carlos Velloso que considerou que, ao contrário do que alegou o governador, não há nada para esclarecer a respeito do julgamento anterior no qual, o TSE assegurou a acusação a anexação de provas documentais já existentes, e a defesa a produção de contraprovas na ação. Segundo o ministro Velloso, a apresentação de embargos não se justifica, já que na leitura do acórdão fica claro que a defesa de Roriz não poderá apresentar provas testemunhais. Ele esclareceu ainda que a admissão das provas documentais foi feita com base na jurisprudência do Tribunal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.