TSE rejeita ação do PSOL que pedia cassação de Lula

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou improcedente processo movido pelo PSOL e pela deputada Maria José da Conceição Maninha que pedia a cassação da candidatura à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a declaração de sua inelegibilidade por suposta prática de abuso do poder econômico.Segundo o site do TSE, Lula teria utilizado veículos do governo em campanha quase sempre nos mesmos dias e nas mesmas cidades onde tinha compromissos como presidente, a fim de reduzir gastos.Contudo, o TSE alegou que, caso o presidente deixe de ressarcir o Estado das despesas realizadas, a Justiça Eleitoral aplicará a pena de multa correspondente ao dobro das despesas, duplicada a cada reiteração de conduta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.