TSE recebe representação contra PT, Lula e Dilma por propaganda antecipada

De acordo com a representação, as inserções veiculadas pelo partido consistem no desvirtuamento da propaganda político-partidária

Agência Brasil

30 de junho de 2010 | 21h45

BRASÍLIA - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu nesta quarta-feira, 30, representação do Ministério Público Eleitoral (MPE) contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a candidata à Presidência, Dilma Rousseff e o PT pela prática de propaganda antecipada. A ação questiona as inserções que foram ao ar em cadeia nacional de TV no último dia 12 de março e que teriam enaltecido a candidatura petista.

 

De acordo com a representação, as inserções veiculadas pelo partido consistem no desvirtuamento da propaganda político-partidária, ainda que não haja pedido explícito de votos. O MPE afirma ainda que as inserções não veicularam qualquer outra mensagem que não a de promoção da candidatura de Dilma Rousseff.

 

Segundo o MPE, a candidata do PT era pouco conhecida por boa parte do eleitorado brasileiro e passou a comparecer em eventos para tentar contornar a situação, identificando sua imagem com a do presidente Lula. A ação pede multa de R$ 25 mil reais a todos os acusados.

Tudo o que sabemos sobre:
TSEPTLulaDilmapropaganda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.