TSE promete combater abuso do poder econônico nas eleições

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministério Sepúlveda Pertence, garantiu hoje que a Justiça Eleitoral vai utilizar todos os meios possíveis para evitar que o abuso do poder econômico e político por parte dos candidatos para influenciar as campanhas eleitorais. O presidente, que participou hoje, em São Paulo, da abertura do XXV Encontro do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) disse que além do combate ao abuso do poder econômico e político, sua gestão no TSE será marcada também pelo aperfeiçoamento da identificação dos eleitores.Para Pertence, o encontro dos presidentes dos TREs de todo o País, que termina amanhã com a participação do ministro da Justiça Marcio Thomaz Bastos, representa o início das reflexões sobre o combate ao abuso do poder político e econômico dos candidatos e o aperfeiçoamento do atual sistema de identificação do eleitorado.O TSE já estuda opções para a aperfeiçoar o atual sistema e está avaliando experiências realizadas em outros países, principalmente da América Latina. Para o ministro, resolver o problema da identificação deverá representar a consolidação da final das fraudes eleitorais no Brasil. Apesar de destacar o sucesso das eleições gerais de 2002, principalmente com a implantação do sistema eletrónico de votação, o presidente do TSE acredita que o sistema poderá ainda ser aperfeiçoado.Ao falar das eleições municipais no ano que vem, Sepúlveda Pertence informou que serão adotadas medidas para evitar as filas que ocorreram em alguns locais de votação no ano passado. Ele assegurou que o conforto do eleitor vai estar em primeiro lugar na lista de preocupações da Justiça Eleitoral. Entre as medidas que deverão ser adotadas, está o desmembramento das seções eleitorais com grande número de votantes. A proposta é que nenhuma seção tenha mais do que 400 eleitores.O Encontro do Colégio de Presidentes dos TREs, prossegue durante a tarde de hoje com palestras do ministro Fernando Neves, do Tribunal Superior Eleitoral. O ministro vai falar sobre as eleições municipais que serão realizadas no próximo ano. Amanhã, às 11h30 está prevista a participação do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, no evento. O encontro será encerrado com um almoço no Jóquei Clube de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.