TSE nega pedido do PT de proibir propaganda do PSDB

O Tribunal Superior Eleitoral negou nesta quinta-feira o pedido de liminar na representação do Partido dos Trabalhadores (PT) para a proibição da propaganda partidária do PSDB, na qual figura o candidato tucano à Presidência, Geraldo Alckmin. No entendimento do ministro Marcelo Ribeiro, Alckmin é filiado ao partido responsável pela propaganda e, portanto, a propaganda é adequada à legislação eleitoral. Segundo informou o site do TSE, Ribeiro não encontrou respaldo no pedido do PT, que caracterizava a propaganda do PSDB como propaganda eleitoral fora de época.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.