TSE nega pedido de veto a propaganda de Serra

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Joelson Dias negou pedido de liminar para a suspensão de propaganda eleitoral do candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, divulgada na TV. Segundo o recurso, a propaganda acusaria a candidata do governo, Dilma Rousseff, de ser a responsável pelo aumento nas tarifas de energia elétrica. O ministro negou também o direito de resposta à candidata.

ROSANA DE CASSIA, Agência Estado

10 de setembro de 2010 | 14h09

A coligação de Dilma alega que a propaganda é negativa e inverídica, já que quem detém competência para regular o setor é a Agência Nacional de Energia Elétrica. Na avaliação do ministro do TSE, nessa primeira análise, que é própria das medidas cautelares, a propaganda constitui "aparentemente" mera crítica política e que uma análise mais detida da ação será feita futuramente, no julgamento do mérito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.