TSE nega direito de resposta de Dilma contra Aécio

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou quatro representações da coligação de Dilma Rousseff, presidente e candidata à reeleição pelo PT, em propagandas do candidato Aécio Neves (PSDB).

BEATRIZ BULLA, Estadão Conteúdo

24 de setembro de 2014 | 00h57

A propaganda da campanha de Aécio Neves (PSDB) apontava que tanto Dilma como a candidata Marina Silva (PSB) foram ministras do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante o período do esquema conhecido como mensalão.

Na discussão sobre o assunto, os ministros citaram que Dilma de fato foi ministra no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ministro João Otávio de Noronha chegou a mencionar que é notório que Dilma assumiu o ministério da Casa Civil depois que o escândalo veio à tona devido à boa imagem que possuía enquanto ministra de Minas e Energia.

O ministro relator, Tarcísio Vieira de Carvalho, foi favorável à concessão de um minuto de resposta para a candidata do PT, mas apenas o ministro Henrique Neves o acompanhou. Os demais ministros votaram pelo indeferimento das representações.

Tudo o que sabemos sobre:
TSEDilmaAécio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.