TSE multa Dilma por propaganda no dia do trabalho

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por maioria, decidiu multar a presidente e candidata do PT, Dilma Rousseff, pelo conteúdo do pronunciamento em cadeia nacional no Dia do Trabalhador. A representação foi apresentada pelo PSDB. De acordo com a defesa da campanha de Dilma, a multa aplicada chega a R$ 25 mil.

BEATRIZ BULLA, Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2014 | 20h50

O ministro Luiz Fux, que havia pedido vista do caso e retomou a discussão nesta terça-feira (30), apontou que durante o pronunciamento a presidente fez "alusões a continuísmo governamental" e por isso acompanhou o entendimento do ministro Gilmar Mendes, para multar a candidata.

Ficaram vencidos os ministros Henrique Neves, Dias Toffoli e Tarcísio Vieira de Carvalho. De acordo com Toffoli, o pronunciamento já faz parte da tradição da nação brasileira. A maioria dos ministros, contudo, entendeu que ficou caracterizada a propaganda antecipada e fixou multa em valor máximo previsto.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesDilma RousseffmultaTSE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.