TSE mantém mandato de governador do Tocantins

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve o mandato do governador de Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), em decisão de ontem, que não reconhece dois recursos que pediam sua cassação por abuso de poder político e por prática de conduta vedada a agente público. No primeiro recurso, Miranda foi acusado pelo presidente do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), Arlindo Silvério de Almeida, de ter tomado um empréstimo internacional para o Estado do Tocantins, junto a um banco italiano.No segundo recurso, a coligação "União Democrática do Tocantins" (PP-PTB-PSC-PL-PSB-PV-PSDB-PTdoB), derrotada na disputa para o governo estadual, sustentava que o candidato reeleito teria utilizado a página oficial do governo estadual na internet para fazer promoção pessoal de sua candidatura, violando o princípio da impessoalidade da administração pública.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.