TSE libera 'ficha suja' que responde a 58 processos

Ministros do TSE começaram a julgar na sexta-feira recursos de candidatos impugandos em 1ª instância

AE, Agencia Estado

25 de agosto de 2008 | 18h24

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começaram a julgar na sexta-feira os primeiros recursos de candidatos a prefeito, vice-prefeito, vereadores e coligações impugnadas ou questionadas em primeira instância. Dos 21 recursos analisados, apenas um "ficha suja" teve a aprovação da candidatura pelo TSE. O candidato à Prefeitura de Senador Amaral, em Minas Gerais, Benedito Justino Caetano (PMDB), havia sido impugnado porque responde a 58 processos por improbidade administrativa. Neste caso, o TSE seguiu a determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) que libera os candidatos "fichas sujas" a concorrer ao pleito eleitoral de 2008.   Veja Também:   Saiba quem são os candidatos com a ficha suja  Conheça os candidatos nas principais capitais  Calendário eleitoral das eleições deste ano  Especial tira dúvidas do eleitor sobre as eleições   Treze recursos foram rejeitados pelos ministros. Em outros três casos, os relatores negaram o efeito suspensivo das decisões anteriores solicitado pelos candidatos. A maioria dos recursos negados trata de impugnações por irregularidades ou ausência de prestação de contas em campanhas eleitorais. Dois recursos foram negados porque os candidatos a vereador não estavam em dia com suas obrigações eleitorais. Outros dois recursos que questionavam coligações (uma do PT de Ciríaco, no Rio Grande do Sul, e outra do PT de Diamantina, em Minas Gerais) também foram indeferidos.

Tudo o que sabemos sobre:
TSEficha suja

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.