TSE: já foram registradas 13 prisões em todo o País

Treze ocorrências de prisão foram registradas até agora em todo o país e outras 21 sem prisão, segundo o assessor chefe da Corregedoria Geral Eleitoral. O Estado com maior número de ocorrências é a Bahia (11), seguido pelo Rio Grande do Sul (4) e pelo Distrito Federal (3).

AE, Agência Estado

31 de outubro de 2010 | 12h21

Um funcionário da Justiça Eleitoral foi agredido na manhã de hoje, em Santa Catarina, por um mesário, segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O mesário não compareceu à seção no município de Penha, no litoral norte, e a juíza eleitoral Joana Ribeiro Zimmer pediu para o servidor ir à casa do mesário buscá-lo. O mesário recusou-se a ir e agrediu o funcionário.

"O cara disse que na casa dele eu não mandava nada", disse o funcionário agredido, informando que foi atingido por uma rasteira. O caso foi parar na Delegacia de Polícia, onde o servidor, acompanhado por um policial tentou, em vão, lavrar o auto de prisão em flagrante, já que não havia autoridade policial para efetuar a detenção. Mesmo assim, o agressor ficou sob a guarda da Policia Militar. Um eleitor foi convocado para atuar como mesário. Além de responder na justiça por agressão, o infrator também poderá pagar multa que poderá chegar a 30 salários mínimos à Justiça Eleitoral.

Em Minas Gerais, de acordo com o TRE local, quatro ocorrências policiais relacionadas ao processo eleitoral foram registradas. Em Carmo do Rio Claro, no Sul de Minas, houve uma prisão por venda de bebida alcoólica, o que também motivou a detenção de dois homens em Barbacena, Sudeste do Estado.

Já no Leste de MG, em Caratinga, um menor e um adulto foram presos em flagrante por panfletagem. Um homem foi preso no município de Araguari, no Triângulo Mineiro, após arremessar um chinelo no mesário de sua seção eleitoral, devido à demora da fila para votação. Ele foi levado para uma delegacia local.

Em Goiás, uma mesária foi presa na manhã de hoje quando chegou para trabalhar. Foi constatado que ela estava embriagada no Colégio Estadual Colina Azul, em Aparecida de Goiânia (GO). Ela foi detida por determinação do Juiz Eleitoral responsável pela Zona Eleitoral 132.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.