TSE envia a Lula pedido de tropas federais para o Rio

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Ayres Britto, enviou hoje um ofício ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva pedindo que sejam convocadas as forças federais para reforçar a segurança durante o período eleitoral na região metropolitana do Rio de Janeiro. Lula deverá encomendar ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, que adote as providências necessárias para enviar os homens das forças federais para a cidade. Os gastos com a operação serão cobertos pelo orçamento do TSE.Segundo Ayres Britto, além das forças federais, trabalharão na segurança no Rio a Polícia Federal (PF), a Polícia Rodoviária e a Polícia Estadual. Ele disse que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) mapeou as regiões mais perigosas na região metropolitana. Ao final do mapeamento, foi decidido que 20 comunidades serão protegidas pelas forças federais. Nessas comunidades, vivem aproximadamente 1 milhão de pessoas. Segundo o presidente do TSE, é provável que novas áreas sejam incluídas na relação de comunidades protegidas pelas forças federais. Ayres Britto afirmou que conversa há 12 dias com Jobim. Ele também manteve contatos freqüentes com o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), e com o presidente do TRE do Rio, Roberto Wider.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.