TSE deve decidir quarta-feira sobre força-tarefa no RJ

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Ayres Britto, marcou para quarta-feira um encontro com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, Roberto Wider, para decidir se pede ou não a atuação de uma força-tarefa para coibir a atuação de milícias e traficantes nas eleições no Estado. Hoje, Britto conversou com o presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara, deputado Raul Jungmann (PPS-PE), sobre a proposta. O presidente do TSE afirmou que só decidirá com o apoio do presidente do TRE-RJ e do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza. "É uma questão de Estado, que demanda a participação da Justiça Eleitoral. Faremos de comum acordo a partir do poder que tem a Justiça Eleitoral de zelar por eleições livres, limpas, a partir do ponto de vista democrático", afirmou Britto, depois do encontro com o deputado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.