TSE confirma multa para Marta por propaganda antecipada

A prefeita de São Paulo e candidata do PT à reeleição, Marta Suplicy, teve confirmada hoje sua condenação ao pagamento de multa de R$ 53 mil por veicular propaganda eleitoral antes da data permitida pela Justiça eleitoral. Ela havia sido condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), a partir de uma representação apresentada pela Ministério Público. A condenação se deve ao fato de a prefeita ter usado o programa do Partido dos Trabalhadores, destinado a campanha partidária, para fazer propaganda eleitoral. O programa foi veiculado em rede estadual, no dia 14 de junho. A propaganda eleitoral somente foi permitida a partir de 6 de julho. No rádio e na televisão, ela é restrita ao horário eleitoral gratuito que tem início em 17 de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.