TSE barra candidatura de Roriz

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu hoje que o favorito nas pesquisas ao governo do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC), não pode disputar um novo mandato de governador.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

31 de agosto de 2010 | 23h39

De acordo com a maioria dos ministros do TSE, Roriz é "ficha suja" e, portanto, inelegível porque em 2007 renunciou ao mandato de senador para escapar de um processo por quebra de decoro parlamentar que poderia levar à sua cassação e à inelegibilidade.

Por 6 votos a 1, o TSE rejeitou um recurso dos advogados de Roriz que questionava a decisão tomada no início de agosto pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de não conceder registro à candidatura do político porque ele desistiu do mandato de senador. A defesa de Roriz poderá ainda recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Durante o julgamento, o relator do recurso no TSE, ministro Arnaldo Versiani, afirmou que, como consequência da Lei da Ficha Limpa, os políticos que renunciam para escapar de processos de cassação não podem se candidatar.

Tudo o que sabemos sobre:
ficha limpaTSEJoaquim Roriz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.