TSE afasta prefeito uma semana depois da posse

O ministro Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou o imediato afastamento de José Luiz de Sá Sampaio, diplomado no dia 1º de janeiro como prefeito de Caetés (PE). Apesar de ter recebido mais de 50% dos votos, seu registro fora negado tanto pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) quanto pelo TSE. Ação apresentada ao TSE alega que, diante do indeferimento do registro, seria necessária a realização de novas eleições. A juíza de Caetés, porém, mandou diplomar e empossar o candidato mesmo assim.O ministro, então, determinou que seja obedecida a decisão inicial do TSE e Sampaio seja afastado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.