TSE adia para quinta consulta sobre ampliação da fidelidade

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marco Aurélio, adiou para a próxima quinta-feira a resposta à consulta feita pelo PRTB sobre a titularidade dos mandatos de senadores, prefeitos, governadores e presidentes. Se o quorum não estiver completo, mesmo na quinta-feira, o julgamento pode ser novamente adiado. Marco Aurélio explicou que mudou a data do julgamento a pedido do relator da consulta, o ministro Carlos Britto, que não concluiria seu voto até esta terça-feira. A expectativa do presidente do TSE é de que o resultado desta consulta será o mesmo: os ministros devem declarar que os senadores que mudarem de partido podem perder seus mandatos. Carlos Britto, porém, deu indicações no julgamento da semana passada no Supremo Tribunal Federal (STF) que poderia votar em contrário. No entanto, mesmo que mudasse de opinião, poderia ser derrotado pelos demais ministros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.