Tropas federais garantirão eleições em aldeias no TO

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou a presença de forças federais durante a realização das eleições municipais no próximo domingo em Itajacá, no Tocantins. As tropas vão reforçar a segurança na aldeia Santa Cruz, onde votarão 225 índios da nação Krahô, e na aldeia Manoel Alves Pequeno, que conta com 76 eleitores. Os índios não aceitam a entrada na área de policiais militares ou de quaisquer outras pessoas. Eles admitem apenas a presença do Exército dentro do seu território.Por ser essa a primeira eleição em Itajacá em que haverá seções eleitorais dentro das aldeias, a Justiça Eleitoral não teve tempo de nomear e treinar os indígenas para desempenhar as funções de mesários, técnicos de urnas e pessoal de apoio. Os militares também darão apoio ao pessoal enviado pela Justiça Eleitoral. Em seu voto, o ministro relator Gilmar Mendes observou que que nessas duas aldeias já ocorreram distúrbios em eleições passadas que levaram o TSE a aprovar a requisição de tropas para a região. O ministro lembrou ainda que o TSE deferiu em agosto último pedido idêntico para seções da 5ª zona eleitoral, localizadas nas aldeias indígenas Xerente, em Miracema do Tocantins. Ao aprovar o pedido feito pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado, Gilmar Mendes concluiu que os fatos autorizam a adoção das cautelas necessárias para a manutenção da ordem durante o pleito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.