Tropa de choque intervém em briga em frente ao hotel da festa do PT

O clima esquentou em frente ao hotel Glória, onde está sendo aguardado o início da festa pelos 24 anos do PT. Os manifestantes do PDT e do PMDB, que se limitavam a gritos de guerra e a reivindicação pela instalação de uma refinaria no Rio, começaram a atirar pedras nos manifestantes do PT que carregavam bandeiras de apoio ao partido. Alguns ficaram feridos e a tropa de choque teve que intervir. Pelo menos um estudante ficou ferido e outro foi detido. O estudante petista Matheus Aragão levou uma pancada na cabeça e, sangrando bastante, foi levado para um hospital. Segundo petistas, ele foi agredido por policiais. Seu colega Eduardo Thompson foi preso e liberado em seguida. Militantes do PT disseram que os policiais militares bateram apenas nos petistas. A PM é subordinada ao secretário de Segurança Pública, Anthony Garotinho, que faz oposição ao governo federal. A previsão é de que a festa tenha início às 19 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.