Troca de Sucatinha será antecipada

Primeiro Emb-190 da Embraer será entregue em julho, para substituir Boeing-737 usado em voos regionais

Roberto Godoy, O Estadao de S.Paulo

30 de maio de 2009 | 00h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai receber no dia 14 de julho o primeiro dos dois jatos Emb-190, da Embraer, comprados por cerca de R$ 150 milhões para substituir os dois velhos Boeing-737 da Presidência. O preço final é cerca de R$ 30 milhões inferior ao praticado pela concorrência.Segundo o Palácio do Planalto as entregas estavam previstas para setembro e dezembro. A primeira, do jato de matrícula 2900, foi antecipada de forma a permitir que Lula utilize o modelo nacional nas viagens regionais programadas para o segundo semestre.O Emb-190 presidencial teve a autonomia original expandida e pode chegar a qualquer capital da América Latina sem escalas e até a África ou ao hemisfério norte com uma só parada.O interior terá 36 assentos do mesmo tipo oferecido na classe executiva comercial. Para a assessoria direta do presidente haverá 11 poltronas. Na cabine reservada fica o gabinete de trabalho, uma suíte com cama de casal, chuveiro e saleta com terminal de vídeo. As comunicações via satélite são protegidas e codificadas eletronicamente, permitindo que as atividades de inteligência, comando e controle do governo possam funcionar a bordo.O Emb-190 mede 36,7 metros e tem 28 metros de envergadura. Voa a 850km/h. O bagageiro pode ser acessado de dentro da cabine. O sofisticado Airbus-A319, o Aerolula, será utilizado nas rotas intercontinentais. Os Boeing, conhecidos como Sucatinhas, acumulam poucas horas de voo - se comparados a aeronaves do mesmo tipo empregadas por companhias aéreas -, todavia, já estão em uso há 35 anos. Serão transferidos para a frota do Grupo de Transporte Executivo (GTE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.