Tripoli vê "aspiração política" em denúncias

O secretário Ricardo Tripoli divulgou, no início da noite nota oficial em resposta às acusações dos ambientalistas que pretentem antregar amanhã, à Procuradoria da República em São Paulo, um dossiê com mais de 30 denúncias de irregularidades que teriam sido praticadas pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente durante os três anos da gestão do atual secretário Ricardo Tripoli.O texto da representação do dossiê é assinado por Carlos Bocuhy, conselheiro do Consema (Conselho do Meio Ambiente) escolhido pelas entidades ambientalistas autoras do documento para representar o grupo.É a seguinte a nota da Secretaria:O Secretário de Estado do Meio Ambiente Ricardo Tripoli não foi informado oficialmente sobre os pedidos de Inquérito Civil Público e Intervenção na SMA, a serem protocolados na Procuradoria da República, segundo Carlos Bocuhy.O secretário Ricardo Tripoli já respondeu todas as denúncias feitas por Carlos Bocuhy há dois meses e considera o assunto encerrado. Para Tripoli essa é a quinta investida que Bocuhy faz sem êxito. O Consema - Conselho Estadual do Meio Ambiente formou uma comissão e verificou que das 79 ONGs que são representadas pelo Coletivo, apenas uma manifestou-se contra o trabalho realizado pelo Consema, 21 apoiaram a atuação do Conselho e 57 preferiram não se manifestar.O Secretário Ricardo Tripoli acrescenta: "A figura jurídica - Intervenção Federal - não existe em nossa legislação. Na minha interpretação essa é uma questão de aspiração política do senhor Carlos Bocuhy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.