Tribunal veta gasto de TV Educativa do Paraná

O Tribunal de Contas do Paraná impugnou despesas de R$ 1,5 milhão da Rádio e Televisão Educativa do Paraná, ligada ao governo do Estado. O tribunal considerou irregulares a contratação de funcionários sem concurso e a terceirização de serviço de teleatendimento sem licitação. O TC ainda cobra do presidente da RTVE, Marcos Batista, a devolução dos valores. Sua assessoria disse que ele não foi notificado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.