Tribunal deve decidir amanhã destino de Lago

O TSE marcou para amanhã a decisão sobre o pedido de cassação do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT). O julgamento deveria ter ocorrido na semana passada, mas o ministro Joaquim Barbosa se afastou do caso alegando razões de foro íntimo. Por isso a sessão teve de ser interrompida para que os advogados fossem novamente ouvidos e para que o substituto de Barbosa, Ricardo Lewandowski, também assista ao julgamento desde o início.Se a decisão for pela cassação de Lago, deve tomar posse a segunda colocada na eleição de 2006, senadora Roseana Sarney (PMDB). O relator do caso, Eros Grau, já deu voto favorável à cassação. Lago e seu vice, Luiz Carlos Porto, são acusados de abuso de poder econômico e compra de votos na eleição de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.