Tribunal de Justiça afasta oito vereadores do Guarujá

A Tribunal de Justiça de São Paulo determinou nesta segunda-feira, 26, o afastamento de oito dos 14 vereadores do Guarujá. Nilson de Oliveira Fontes, Marcos Evandro Ferreira, Mario Lucio da Conceição, Joaci Cidade Alves, Honorato Tardelli Filho, Sirana Bosonkian, Helder Saraiva de Albuquerque e Gilson Fidalgo Salgado são acusados de participar de suposto esquema de corrupção, chamado de "mensalinho" na Câmara da cidade. Segundo o TJ, o esquema de pagamento mensal e distribuição de cargos servia para assegurar fidelidade nas votações de projetos de lei de interesse da Prefeitura.Em 20 de outubro do ano passado, os vereadores já haviam sido afastados pelo juiz da 3ª Vara do Guarujá, mas recorreram ao Tribunal de Justiça de São Paulo, que à época suspendeu o afastamento dos políticos. Desta vez, o tribunal voltou atrás de sua própria decisão.A denúncia tornou-se pública em setembro do ano passado, quando foram divulgadas pela imprensa imagens mostrando vereadores da base governista recebendo um pacote, onde supostamente havia dinheiro proveniente de propina. As imagens foram gravadas por câmera escondida dentro do gabinete do presidente do legislativo, que apresentou a denúncia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.