Tribunal de Contas gaúcho corta salário superior ao teto

O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, João Osório Ferreira Martins, determinou a aplicação do teto remuneratório de R$ 26.723,13 a todos os conselheiros, auditores e servidores do órgão a partir de julho.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

16 de junho de 2010 | 19h02

O ato administrativo, assinado hoje, atinge 24 funcionários ativos e 42 inativos que vinham recebendo vencimentos superiores e, a partir do mês que vem, terão sua remuneração limitada ao teto. O órgão não divulgou os nomes dos funcionários que terão seus vencimentos cortados.

Recente relatório divulgado pelo Tribunal de Contas gaúcho aponta que também há outros 32 servidores dos Tribunal de Justiça e da Assembleia Legislativa recebendo acima do limite, equivalente ao de um ministro do Supremo Tribunal Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.