Tribunal apresenta lista com 2.451 inelegíveis

O Tribunal de Contas da União (TCU) entregou nesta terça-feira ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a lista com 2.451 nomes de pessoas que tiveram as contas consideradas irregulares e não podem se candidatar nas próximas eleições. Entre eles, a ex-primeira-dama Rosane Collor e Antônio Rogério Magri, ex-ministro do Trabalho do governo de Fernando Collor.A surpresa na relação é a presença de quatro ex-governadores (três deles do Acre e um do Amapá) e do juiz Nicolau do Santos Neto, acusado pelos desvios de R$ 165 milhões da construção do Fórum Trabalhista de São Paulo, além de outro presidente do Tribunal Regional do Trabalho, de São Paulo, Délvio Buffulin.Segundo o presidente do TCU, Valmir Campelo, além da lista, o tribunal ainda possui uma nova relação, com seis mil nomes, de pessoas que poderão ficar na condição de inelegíveis, já que seus processos ainda não foram julgados definitivamente, mas a maioria não é de agentes públicos. Campelo não quis adiantar nomes.Caberá agora ao TSE decidir se as pessoas estão mesmo inelegíveis. Na relação consta nomes de diversos ex-prefeitos, principalmente de pequenos municípios do País.O TCU informa que a lista estará disponível na internet no próximo dia 21 no endereço www.tcu.gov.br

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.