TRF3 inicia projeto piloto de juizado itinerante em SP

O Tribunal Regional Federal da 3.ª Região realiza na próxima sexta-feira, no bairro do Capão Redondo, na zona Sul da capital, o primeiro trabalho itinerante do Juizado Especial Federal Previdenciário de São Paulo (JEF). As atividades acontecerão na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), à Estrada de Itapecerica, 1.935, das 9 às 17 horas. Será montada no local uma central de atendimento a todos aqueles que pretendem ingressar com uma ação judicial para rever ou obter a concessão do benefício previdenciário e que já ingressaram com o pedido administrativo no INSS, há pelo menos 60 dias, mas ainda não obtiveram resposta. As pessoas poderão esclarecer dúvidas e receber orientações, podendo até mesmo dar início ao processo judicial, quando for o caso. O trabalho desta sexta-feira faz parte de um projeto que visa a implantação de juizados especiais federais itinerantes, com o objetivo de levar os resultados positivos alcançados pelo JEF paulista aos bairros mais distantes. A escolha do Capão Redondo para esta primeira experiência se deu em razão do grande número de moradores da região que procuram o juizado. Para o desembargador federal Márcio Moraes, presidente do TRF3, "hoje quem mais precisa de rapidez na solução dos seus processos é o segurado da Previdência Social", afirma. No dia 14 de janeiro, os dois Juizados Federais instalados na 3.ª Região (um em São Paulo, Capital, e outro em Campo Grande, MS) completaram um ano de funcionamento. Foram atendidas, durante este período, um total de 26.530 pessoas, o que resultou no ajuizamento de 18.982 processos, 7.194 sentenças proferidas e 253 acordos homologados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.