TRF nega habeas corpus que recebeu de envolvidos

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, negou todos os habeas corpus que recebeu até agora referentes aos executivos de empreiteiras que são alvo da sétima fase da operação Lava Jato.

GABRIELA LARA, CORRESPONDENTE, Estadão Conteúdo

16 de novembro de 2014 | 16h41

A desembargadora Maria de Fátima Freitas Labarrère já analisou e rejeitou seis pedidos de liminar apresentados em nome de 11 acusados. No fim da tarde de sábado, a assessoria de imprensa do TRF-4 confirmou o indeferimento do habeas corpus de José Aldemário Pinheiro Filho, presidente da OAS; Mateus Coutinho de Sá Oliveira, funcionário da OAS; Alexandre Portela Barbosa, advogado da OAS; Carlos Eduardo Strauch Albero, diretor técnico da Engevix; Newton Prado Júnior, diretor Técnico da Engevix; e Gerson de Mello Almada vice-presidente da Engevix.

Mais cedo, também no sábado, já haviam sido anunciados os indeferimentos relativos aos pedidos de liminar de Eduardo Hermelino Leite, diretor vice-presidente da Camargo Correa; Dalton dos Santos Avancini, presidente da Camargo Correa; João Ricardo Auler, presidente do Conselho de Administração da Camargo Correa; Agenor Medeiros, diretor presidente da área de internacional da OAS; José Ricardo Nogueira Breghirolli, funcionário da OAS.

Todos tiveram a prisão preventiva ou temporária decretada, e começaram a prestar depoimento neste sábado na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba.

Os processos foram analisados no plantão judiciário do TRF-4. Conforme a assessoria de imprensa, no momento não há liminares esperando avaliação, mas novos pedidos de habeas corpus podem ser apresentados neste domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
Lava Jatoprisõeshabeas corpus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.