Reprodução/Twitter Eduardo Girão
Reprodução/Twitter Eduardo Girão

Três senadores testam positivo para covid-19 após reunião em Brasília

Alessandro Vieira, Lasier Martines e Major Olímpio confirmaram diagnóstico; outros dois participantes ainda não fizeram testes

Pedro Caramuru, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2021 | 17h59

Três senadores testaram positivo para a covid-19 após participarem de uma reunião na semana passada, em Brasília. Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Lasier Martins (Podemos-RS) e Major Olímpio (PSL-SP) confirmaram o diagnóstico até a tarde desta terça-feira, 2. 

Na terça-feira passada, 23, os três senadores – que compõem o grupo parlamentar Muda Senado – se reuniram para discutir o andamento da CPI da Lava Toga. Além deles, também participaram do encontro os senadores Eduardo Girão (Pode-CE) e Soraya Thronicke (PSL-MS), que até a tarde desta terça não haviam feito testes para detectar a doença.

Líder do PSL no Senado, Major Olímpio afirmou, em nota, que "está bem, com sintomas leves" e que cumprirá isolamento domiciliar pelos próximos 14 dias. O senador tem 58 anos de idade. 

"Com isso, não será possível a minha presença nas sessões semipresenciais do Senado", relatou. "Continuarei trabalhando como sempre, mas remotamente." 

Lasier Martins, de 78 anos, disse nas redes sociais que está recolhido em casa e "seguindo orientações médicas". 

Os gabinetes do senador Eduardo Girão e da senadora Soraya Thronicke informaram que eles não apresentaram, até o momento, sintomas da covid-19. Soraya e Girão devem ser testados em breve, segundo suas assessorias. O gabinete de Girão afirmou que, durante o encontro, todos os parlamentares mantiveram as máscaras protetivas. 

Os casos de infecção pelo coronavírus entre os senadores ocorrem em meio ao aumento de casos no Distrito Federal e no País. Nesta segunda, 1º, passou a ter efeito o decreto do governador Ibaneis Rocha (MDB) de fechamento dos estabelecimentos comerciais como forma de tentar conter o avanço da doença na capital do País. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.