TREs querem suspender torpedo via web perto da eleição

TRE-RJ entrou em contato com operadoras de telefonia e elas se mostraram dispostas a acatar determinação

CARINA URBANIN, Agencia Estado

20 de junho de 2008 | 18h28

Os presidentes de 26 Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) decidiram solicitar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o serviço de envio de torpedos, por meio das páginas das operadoras de telefonia na internet, seja suspenso na semana das eleições. A medida foi proposta nesta sexta-feira, 20,  pelo TRE do Rio de Janeiro, durante o XLI Encontro de Presidentes dos TREs, na capital fluminense. "Às vésperas da eleição, fica impossível aos candidatos se defenderem de propaganda negativa", explicou o juiz e coordenador estadual da Fiscalização da Propaganda Eleitoral no Rio, Luiz Márcio Pereira.  Veja Também: Calendário eleitoral das eleições deste ano  O juiz informou que o TRE-RJ já entrou em contato com as operadoras de telefonia móvel. De acordo com o juiz, elas se mostraram dispostas a acatar a determinação, desde que seja nacional, pois, só assim teria utilidade. As informações são do TRE-RJ.

Tudo o que sabemos sobre:
TREseleições municipais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.