Três presos do mensalão deixam a Papuda

Ex-deputado federal Romeu Queiroz e dois ex-dirigentes do Banco Rural foram transferidos para Minas Gerais

Luiz Weber, O Estado de S. Paulo

23 Dezembro 2013 | 13h41

BRASÍLIA - O ex-deputado federal Romeu Queiroz e os ex-dirigentes do Banco Rural José Roberto Salgado e Vinícius Samarane foram transferidos do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, para dois presídios de Minas Gerais na manhã desta segunda-feira, 23. Eles chegaram em Belo Horizonte às 11h30. A viagem foi em dois voos comerciais e coordenada pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Os três cumpriam pena no Complexo Penitenciário da Papuda desde o dia 15 de novembro condenados por envolvimento com o esquema do mensalão. O ex-deputado cumpre pena no regime semiaberto, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele foi levado para a penitenciária José Maria de Alkmin, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Os dois ex-executivos do Rural cumprem a pena no regime fechado. Eles foram encaminhados para a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, mesmo presídio onde está o goleiro Bruno Fernandes acusado de matar a ex-amante Eliza Samudio. Além deles, as duas mulheres condenadas no mensalão também optaram pela transferência para Minas Gerais; Kátia Rabelo e Simone Vasconcelos foram transferidas no início do mês. Eles viajaram acompanhados de dois agentes penitenciários federais.

Mais conteúdo sobre:
mensalao

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.