Três diretores do Senado são afastados do cargo

Três diretores do Senado foram afastados hoje do cargo: o diretor da Secretaria de Patrimônio, Aloysio Novais Teixeira; o da Secretaria de Coordenação e Execução, Sebastião Fernandes Neto; e o diretor da Secretaria de Controle Interno, Shalon Granato. Segundo a assessoria de imprensa do primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), a saída dos três é um movimento normal, para deixar o novo diretor-geral da Casa, Haroldo Tajra, à vontade para montar sua equipe.

SANDRA MANFRINI, Agencia Estado

29 de junho de 2009 | 17h37

De acordo com a assessoria da primeira-secretaria, Shalon Granato pediu para deixar o cargo. Os três diretores exonerados do cargo estavam, antes, ligados ao ex-diretor-geral do Senado, Agaciel Maia, acusado de ser o responsável por 663 atos secretos - baixados e não publicados - no Senado. Agaciel será investigado pela Polícia Legislativa da Casa por causa da suspeita de que teria infiltrado por meio de atos secretos assessores em gabinetes de senadores sem o conhecimento dos parlamentares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.