TRE-SP suspende fundo partidário do PMN

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) suspendeu a transferência de novas cotas do fundo partidário ao Diretório Estadual do PMN. A decisão foi tomada em virtude de irregularidades encontradas na prestação de contas da legenda referente ao exercício de 2004. Segundo o TRE, entre outros problemas, o partido não comprovou a quantia de R$ 50.922,07 que havia transitado por sua conta bancária. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

20 de maio de 2009 | 08h52

Tudo o que sabemos sobre:
JustiçaTRESPfundo partidárioPMN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.