TRE-SP retira tempo de propaganda do PT

Em sessão plenária realizada ontem, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo acolheu representação do PSDB e cassou mais quatro minutos da propaganda político-partidária que o PT poderá veicular no primeiro semestre de 2003. Em inserções veiculadas na TV, o partido fez promoção pessoal de Aloízio Mercadante. Em decisões anteriores, o PT já havia perdido 12 minutos. Conforme a legislação eleitoral, é vedada a divulgação de propaganda de candidatos a cargos eletivos e a defesa de interesses pessoais no horário destinado à propaganda partidária. Cabe recurso ao TSE.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.