TRE-SP reprova prestação de contas do antigo Prona

Os juízes do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) desaprovaram hoje a prestação de contas do diretório regional do extinto Partido da Reedificação da Ordem Nacional (Prona) referente ao exercício de 2005. Com isso, eles determinaram a suspensão da transferência das cotas do fundo partidário por um ano.Como o Prona e o Partido Liberal (PL) se uniram em dezembro de 2006, ano em que a penalidade foi aplicada, para formar o Partido da República (PR), o diretório regional do PR deixará de receber a parte destinada ao Prona. Segundo o TRE-SP, não foi possível conferir as contas porque o PR não forneceu os documentos contábeis e fiscais da antiga legenda, conforme havia sido solicitado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.