TRE-SP cassa prefeito, vice e vereadora de Reginópolis

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) cassou na terça-feira, 6, por abuso de poder econômico e corrupção eleitoral os mandatos do prefeito eleito do município de Reginópolis, Claudemiro Undiciatti (PSDB), do vice-prefeito, Marco Antônio Martins Bastos (PSDB), e da vereadora Lígia Cruz Cardoso (PHS), eleitos em 2004.Undiciatti, Bastos e Lígia sofreram a pena por terem doado cestas básicas com materiais de propaganda política e fornecido medicamentos, atestados, consultas e transporte gratuito de eleitores em troca de votos. O prefeito, eleito com 1.754 votos - 50,79% dos votos válidos -, obteve apenas 55 votos de diferença em relação ao segundo colocado.Para a juíza revisora do processo no TRE-SP, Salette Nascimento, no caso, houve abuso de poder econômico e corrupção eleitoral. A decisão, que acolheu a ação de impugnação de mandato proposta pela segunda colocada, Carolina Araújo de Sousa (PMDB), tinha sido julgada improcedente pelo juiz eleitoral do município. Agora, cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.