TRE simula votação para testar urnas eletrônicas

Para garantir que o sistema eletrônico em São Paulo é confiável, o Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-SP) fará neste, durante as eleições, uma simulação com 16 urnas eletrônicas. O teste das urnas será feito no plenário do TRE e acompanhado por fiscais dos partidos.As urnas usadas na simulação foram sorteadas na tarde de sexta-feira pelo TRE. Todos os equipamentos eletrônicos - 17142 da capital e 8078 do interior e ABC Paulista - entraram no sorteio. Desse total, quatro urnas (uma da capital) passarão por auditoria na Câmara Municipal. Outras 12 (apenas uma da capital) serão guardadas nos respectivos cartórios eleitorais. Caso haja algum problema com as quatro escolhidas, as urnas passarão por uma nova auditoria.Os funcionários da Justiça Eleitoral digitarão nas urnas os votos registrados em 600 cédulas de papel que representantes dos partidos retiraram na sexta-feira para preenchimento. Caso estas cédulas não sejam devolvidas até às 17h de hoje, o processo seguirá com cédulas preenchidas por alunos do colégio João e Raphaela Passalacqua, na Bela Vista. Os equipamentos sorteados para a auditoria foram: zona 346, seção 510, Butantã; zona 342, seção 118, Sorocaba; zona 300, seção 011, Santo André e zona 300, seção 011, Bauru. O TRE-SP espera que 11,4 milhões de eleitores de 11 cidades votem no segundo turno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.