TRE-RJ quer ajuda do exército durante campanha

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) vai solicitar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) envio de tropas do Exército ao Estado para garantir a tranquilidade das atividades de campanha para as eleições municipais de outubro. O pedido já foi feito informalmente pelo presidente do TRE-RJ, desembargador Luiz Zveiter, numa solenidade com membros do TSE, mas ainda não foi oficializado.

MARCELO GOMES, Agência Estado

12 de junho de 2012 | 17h54

O planejamento do TRE-RJ é reforçar o policiamento com militares na Zona Oeste da capital e em municípios da Baixada Fluminense, onde é forte a atuação de milícias e traficantes de drogas, e em municípios com histórico de conflitos em eleições, como Campos dos Goytacazes, no norte do Estado, e Rio das Ostras. A ideia é contar com a presença no Exército a partir de 6 julho, início das campanhas dos candidatos a prefeito e vereador. O pedido foi noticiado nesta terça-feira pelo jornal O Dia.

O TSE confirmou que a solicitação ainda não foi protocolada, mas deverá ser decidida em sessão administrativa que ocorre às terças e quintas-feiras no plenário, a partir das 19h. O TSE apenas autoriza ou não o envio das forças federais. A logística será definida pelo Ministério da Defesa. Ainda segundo o TSE, nenhum TRE formalizou pedido de envio de tropas do Exército ou da Força Nacional de Segurança (FNS) para as eleições.

Em setembro de 2008, últimas eleições municipais, a FNS foi enviada ao Rio de Janeiro na Operação Guanabara, desencadeada para garantir a segurança de candidatos que desejavam fazer campanha em áreas dominadas por quadrilhas de milicianos ou de traficantes de drogas. A força não foi utilizada no segundo turno, quando o então candidato Eduardo Paes (PMDB) derrotou Fernando Gabeira (PV).

No 1º turno das eleições de 2008, o TSE aprovou envio de tropas da FNS a 460 localidades de 11 estados brasileiros. Em 2004, o reforço foi enviado para 344 localidades de 12 estados.

Já no 1º turno das eleições gerais de 2006, o Tribunal autorizou a ida de força federal para 142 municípios de nove estados. No 2º turno, o TSE aprovou o auxílio de tropas federais em 124 municípios em sete estados.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoRioexército

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.