TRE-RJ comunica cassação do deputado federal Geraldo Pudim

Na mesma sessão em que foi decidido a cassação, também ficou decidida a inelegibilidade do casal Garotinho

Agência Brasil

16 de agosto de 2007 | 20h06

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro, desembargador Roberto Wider, comunicou na tarde desta quinta-feira, 16, à Câmara dos Deputados a cassação do deputado federal Geraldo Pudim (PMDB-RJ), eleito no ano passado. A decisão de cassar o parlamentar foi confirmada pela Justiça na última quinta-feira.   Veja Também:   TRE nega recurso e mantém casal Garotinho inelegível          Contra o deputado, há acusações de abuso de poder político, conduta vedada a agente político e uso de bens públicos com fins eleitorais. A denúncia é de ele que teria feito uma reunião com políticos na cidade de Sapucaia (RJ), às vésperas das eleições do ano passado, quando prometeu asfaltar ruas do município em troca de votos.   Na mesma sessão em que foi decidido o futuro do deputado, foram tornados inelegíveis os ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho, que teriam participado da reunião em Sapucaia.   A legislação proíbe o início de obras públicas nos três meses que antecedem as eleições. O deputado e os ex-governadores negam as acusações e ainda podem recorrer da punição ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  

Tudo o que sabemos sobre:
TRE-RJcassação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.